VALORAÇÃO MONETÁRIA: PESQUISAS EM FLORESTA URBANA

Sabrina Mieko Viana, Larissa Leite Tosetti, Luciana Cavalcante Pereira Rollo, Demóstenes Ferreira da Silva Filho

Resumo


O uso de diferentes métodos para valoração monetária de bens e serviços ambientais é uma abordagem que pode trazer relevantes contribuições para planejamento de uso e a priorização de preservação das paisagens naturais. No caso das florestas urbanas, este tipo de pesquisa possuem potencial para sensibilização dos diversos setores da sociedade sobre os inúmeros serviços ambientais prestados por estas e seu papel essencial na qualidade ambiental urbana. Para avaliar como os diferentes métodos de valoração vêm sendo pesquisados no mundo, foram selecionados artigos publicados de 2001 a 2010, em 11 periódicos nacionais e internacionais para a confecção de um painel sobre as pesquisas nesta área. A maioria dos artigos publicados teve origem em estudos realizados na Europa e América do Norte, com predominância do uso da valoração hedônica, porém com tendência ao aumento de estudos sobre valoração contingente e dos métodos de fórmula. Concluiu-se que a diversidade de estudos sobre valoração deve ser estimulada, especialmente no contexto nacional, uma vez que não existe um método perfeito para valoração das florestas urbanas, em razão das múltiplas características e serviços prestados por estas. O entendimento do contexto, dos objetivos e limitações de cada método é fundamental para sua aplicação.

Palavras-chave


Métodos de valoração; Valoração econômica; Árvores urbanas; Serviços ambientais

Texto completo:

PDF PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v7i1.66606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.