ESPÉCIES ARBÓREAS DA ARBORIZAÇÃO URBANA DO CENTRO DO MUNICÍPIO DE CAMPO GRANDE, MATO GROSSO DO SUL, BRASIL

Lucas Tjhio Cesar Pestana, Flávio Macedo Alves, Ângela Lúcia Bagnatori Sartori

Resumo


As árvores constituem uma parte viva de qualquer cidade, sem as quais o ambiente urbano perderia em agradabilidade, influenciando no clima local, na qualidade do ar e na fauna, principalmente de aves além do fator estético. Este estudo teve por objetivos efetuar o levantamento das espécies arbóreas empregadas no paisagismo urbano do centro do município de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil. Para tanto, foi efetuada a coleta de ramos dos exemplares, que posteriormente foram herborizados e identificados com o auxílio de chaves de identificação, literatura pertinente e comparação com material do Herbário CGMS. Foram identificadas 28 famílias, 52 gêneros e 61 espécies, das quais 30 são nativas do Brasil. A família com maior número de espécies foi Leguminosae (11 espécies), seguida de Bignoniaceae (6), Moraceae (5) e Myrtaceae (5), e os gêneros mais representativos foram Ficus (5) e Handroanthus (3). As espécies mais comumente observadas foram Bauhinia variegata L., Caesalpinia peltophoroides Benth., Ficus benjamina L., Inga laurina (Sw.) Willd., Lagerstroemia indica L. e Licania tomentosa (Benth.) Fritsch.

Palavras-chave


Levantamento florístico; Chave de identificação; Espécies nativas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v6i3.66471

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.