ARBORIZAÇÃO URBANA NO MUNICÍPIO DE TRÊS RIOS-RJ: ESPÉCIES UTILIZADAS E A PERCEPÇÃO DE SEUS BENEFÍCIOS PELA POPULAÇÃO

Débora Chaves Faria, Júlia Maria de Aguiar Duarte, Daniel Marques Pinto, Fábio Souto Almeida

Resumo


Objetivou-se estudar a arborização urbana no Município de Três Rios-RJ e analisar a percepção da população sobre os benefícios e malefícios da presença das árvores no meio urbano. Foi realizado o levantamento da arborização nos bairros Centro e Vila Isabel. Para avaliar a percepção da população sobre a arborização urbana, foram aplicados 100 questionários aos moradores de cada bairro. Foram encontradas 139 plantas no Centro (0,61 árvores/ 10 m de calçada), pertencentes a 25 espécies. Na Vila Isabel foram encontradas 9 árvores (0,05 árvores/ 10 m de calçada), pertencentes a 7 espécies. A porcentagem de árvores em conflito com a rede aérea foi de 69,32% e a porcentagem de árvores causando danos às calçadas foi de 62,00%. Dentre as espécies amostradas, as mais promissoras para uso na arborização urbana, buscando minimizar os danos a calçadas e à rede aérea de transmissão de energia elétrica e telefonia, são Bauhinia aff. purpurea L., Cassia fistula L., Nerium oleander L. e Licania tomentosa (Benth.) Fritsch. O Centro é mais arborizado que a Vila Isabel, o que se reflete na avaliação realizada pelos moradores dos dois bairros. Os moradores do Centro se mostraram mais satisfeitos com a arborização do seu bairro que os moradores da Vila Isabel.

Palavras-chave


áreas verdes; clima urbano; conforto térmico; espécies arbóreas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v8i2.66422

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.