PERCEPÇÕES E EXPECTATIVAS DE MORADORES DO GRANDE RECIFE-PE EM RELAÇÃO AOS PARQUES URBANOS

Isabelle Maria Jacqueline Meunier

Resumo


Procurou-se conhecer a concepção de recifenses sobre parques urbanos, indagando a uma amostra de 70 entrevistados, quais os parques urbanos da cidade. Além disso, procurou-se saber quais desses espaços livres eram freqüentados, que atividadeseram ali desenvolvidas e o que cada um esperava encontrar. Dois parques urbanosforam reconhecidos pela maioria dos entrevistados e apresentaram mais de 80% de taxa de freqüência entre aqueles que se disseram usuários de parques, sendo ambos, Parque da Jaqueira e Parque Treze de Maio, os maiores e os mais arborizados da cidade. Alguns locais considerados oficialmente como parques urbanos não foram assim percebidos pelos entrevistados que, por outro lado, apontaram outras categorias de áreas verdes que não têm o título, mas exercem a função de parque urbano. A grande maioria das pessoas disse buscar um parque para caminhar, passear,namorar, conversar, meditar, descansar, relaxar e praticar esportes, relacionando uma série de itens necessários. Concluiu-se que a necessidade de novos parques urbanos em Recife é evidente, devendo levar em conta, no planejamento, os anseios das pessoas, que desejam correr, brincar, divertir-se, e se relacionar com outras pessoas,em um ambiente arborizado, tranqüilo, seguro, voltado à contemplação dos elementos naturais e ao gozo dos serviços ambientais proporcionados por essa categoria de área verde.

Palavras-chave


Parques urbanos; Recife; planejamento de áreas verdes

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v4i2.66401

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.