ANÁLISE DOS FRAGMENTOS FLORESTAIS URBANOS DA CIDADE DE VITÓRIA – ES

Samira Murelli de Souza, Aderbal Gomes da Silva, Alexandre Rosa dos Santos, Wantuelfer Gonçalves, Adriano Ribeiro de Mendonça

Resumo


Os fragmentos florestais urbanos, definidos como resquícios de vegetação natural circundados pela matriz urbana, são remanescentes da ocupação desordenada que as cidades vêm sofrendo, ao longo dos anos. O objetivo, com o presente estudo, foi realizar a análise quantitativa e mapear a distribuição dos principais fragmentos florestais urbanos presentes na cidade de Vitória-ES, utilizando geotecnologias, além de destacar a importância desses remanescentes e seus atributos, assim como, os possíveis problemas advindos dos fragmentos. Fez-se o mapeamento dos fragmentos florestais urbanos da cidade, por meio de técnicas de fotointerpretação e digitalização, na escala de 1:1.500, utilizando o aplicativo computacional ArcGIS 10. Foram identificados 146 fragmentos, compondo 937,43 ha do território de Vitória. Destes, a maioria foi representada pelos fragmentos da classe de tamanho grande (acima de um hectare). A distribuição desses fragmentos não se encontra de forma homogênea pela cidade. Os resultados evidenciaram que Vitória é uma cidade com significativa presença de fragmentos florestais em meio à urbanização. Dentre as principais importâncias, destacam-se as funções ecológicas, de lazer e estéticas, oferecidas pela cobertura vegetal.

Palavras-chave


Fragmentação florestal; Distribuição espacial; Ecologia urbana; Geotecnologia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v8i1.66348

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.