AVALIAÇÃO DE ÁRVORES DE RISCO NA ARBORIZAÇÃO DE VIAS PÚBLICAS DE NOVA OLÍMPIA, PARANÁ.

André Cesar Furlaneto Sampaio, Felipe Galvão Duarte, Emanuel Giovani Cafofo Silva, Bruno Luiz Domingos De Angelis, Christopher Thomas Blum

Resumo


Na região norte e noroeste do Paraná muitas cidades ostentam uma arborização de vias públicas exuberante. Porém, o manejo inadequado, a falta de planejamento e o estresse urbano causam nestas árvores problemas graves ocasionando muitas quedas e grandes prejuízos para a administração pública. Em cidades pequenas, como o caso de Nova Olímpia, o diagnóstico da situação da arborização, assim como o planejamento, podem ser feitos de forma mais rápida e eficiente do que em grandes cidades. O trabalho em questão realizou um inventário (censo) com um sistema de avaliação de parâmetros da copa, do tronco e da base do tronco. Foram analisados o porte das árvores e os riscos para os alvos em caso de queda, assim como, as medições mais usuais. Definiu-se um índice final como forma de hierarquização das árvores com maiores riscos, para assim viabilizar um planejamento mais adequado. Os resultados mostraram árvores com quantidade de problemas mais graves na região do tronco e em sua base. No índice final a maioria das árvores adultas (83,54%) ficaram como sendo de risco de média importância das quais 14,66% constaram como em risco de elevada importância necessitando de ações de manejo mais emergenciais.

Palavras-chave


inventário, árvores de risco, avaliação de risco, planejamento da arborização, avaliação por parâmetros.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v5i2.66278

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.