RESISTÊNCIA DA MADEIRA DE QUATRO ESSÊNCIAS UTILIZADAS NA ARBORIZAÇÃO URBANA A Coptotermes gestroi (WASMANN, 1896)

Felipe Marauê Marques Tieppo, Henrique Trevisan, Acacio Geraldo de Carvalho

Resumo


Os cupins são insetos sociais da ordem Isoptera, que contém cerca de 2750 espécies descritas no mundo. São conhecidos por sua importância econômica como pragas de madeira e de outros materiais celulósicos. O presente trabalho teve como objetivo avaliar a resistência da madeira de quatro espécies florestais, muito utilizadas na arborização urbana, ao ataque de C. gestroi. As madeiras utilizadas para a realização do experimental foram coletadas no campus da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Foi utilizada, para o ensaio, uma câmara de alvenaria, onde térmitas da espécie C. gestroi ocorriam naturalmente. Amostras de madeiras, medindo 6 a 8 cm de diâmetro e 5cm de altura foram dispostas em cinco repetições nos cinco blocos, dentro da mesma. Após trinta dias as amostras foram retiradas da estrutura, sendo analisadas em seguida. Foi encontrado um total de 220 insetos. A espécie que mais sofreu ataque foi P. aquatica (46) e a que menos sofreu ataque foi I. marginata (0). A espécie I. marginata é indicada para áreas onde a ocorrência de cupins é alta, já P. aquática não é indicado para áreas infestadas. A densidade não e um fator que confere resistência aos térmitas, sendo atribuído à concentração de extrativos tóxicos, essa função.

Palavras-chave


Madeira, Durabilidade, Térmitas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v2i1.66250

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.