INVENTÁRIO DA ARBORIZAÇÃO EM DUAS VIAS DE MARIÓPOLIS/PR

Lenir Maristela Silva, Ionete Hasse, Danielle Acco Cadorin, Kleber Andolfato de Oliveira, Flávio Augusto Cella de Oliveira, Celso Ferraz Bett

Resumo


Foram analisadas as condições da arborização da Avenida Brasil e da Rua Hum de Mariópolis-PR. Os parâmetros para coleta de dados constaram da identificação da espécie; altura; situação da raiz; altura da primeira bifurcação; área livre; larguras de ruas e calçadas; tipo de poda; dados relativos à integridade e relação da arborização com placas de sinalização e fiação elétrica. Foram analisadas 424 árvores, pertencentes a 20 espécies. A espécie mais abundante o ligustro (Ligustrum lucidum - 54%) é exótica, o que caracteriza falta de identidade com o bioma local (Floresta com Araucária). Das espécies encontradas, doze são exóticas, oito são nativas do Brasil, dessas últimas apenas três são do bioma local. Seis espécies encontram-se na lista oficial de invasoras do estado do Paraná. As características viárias das ruas investigadas são favoráveis à arborização, contudo, o manejo não é adequado. A maioria das áreas livres foi inferior a 1 m 2 e a inserção da primeira bifurcação das espécies encontrava-se inferior a 1,80 m na maior parte dos indivíduos. Observou-se calçadas com levantamentos e rachaduras causadas, principalmente, por espécies de grande porte com pouca área livre (Ligustro e Tipuana – Tipuana tipu) e também o uso de espécie inadequada no canteiro central sob fiação (Ligustro).

Palavras-chave


Ligustrum lucidum; espécies invasoras; censo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v3i1.66243

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.