COMPOSIÇÃO E GEORREFERENCIAMENTO DA ARBORIZAÇÃO URBANA NO DISTRITO DE SANTA GERTRUDES, EM PATOS – PB

Sérvio Túlio Pereira Justino, Yasmim Yathiara Gomes Araújo Morais, Adna Keren de Almeida Nascimento, Patrícia Carneiro Souto

Resumo


O crescimento desordenado das cidades causa diversos transtornos na arborização urbana. Diante disto, o presente estudo objetivou realizar o levantamento da composição e georreferenciamento da arborização urbana do distrito de Santa Gertrudes, em Patos – PB, visando gerar informações que irão subsidiar novas ações de manejo e planejamento. Para o levantamento de dados, foi utilizado o método de inventário com caráter quantitativo para identificar as espécies existentes, analisar a relação das árvores com instalações urbanas e suas condições fitossanitárias. Foram identificadas 333 árvores, sendo 87,5% das espécies amostradas são exóticas e 12,5% nativas. A espécie que apresentou maior frequência foi Azadirachta indica com 85,29%, indicando homogeneidade na arborização urbana do distrito.  Dos indivíduos levantados, apenas 10% apresentaram conflito com a rede elétrica/telefônica e 19% dos indivíduos apresentaram raízes superficiais. Foi diagnosticado que 98% dos indivíduos apresentaram injúrias na copa. A arborização urbana do distrito de Santa Gertrudes, apresentou baixa diversidade vegetal, frequência de espécies irregulares e uso excessivo de plantas exóticas. Sugere-se que ocorra um planejamento e realização de manejo na arborização do distrito, visando a substituição gradual da espécie Azadirachta indica por espécies nativas e mais adequadas a áreas públicas.


Palavras-chave


Levantamento quantitativo; Inventário arbóreo; Fitossanidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v13i3.63614

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.