ANÁLISE QUALIQUANTITATIVA DA ARBORIZAÇÃO E INFRAESTRUTURA DE PRAÇAS DA CIDADE DE PONTA GROSSA-PR.

Zíngara Rocio Santos Eurich, Silvia Méri Carvalho

Resumo


É fundamental para uma cidade a presença de espaços livres de edificação (parques, praças entre outros), pois esses espaços têm a função de proporcionar chances de lazer e aumento da qualidade de vida para a população. Nessa afirmativa as praças quando bem administrada, tornam-se um espaço importante para as cidades. Com isso se propôs avaliar qualiquantitativamente os indivíduos arbóreos e a infraestrutura de trinta e quatro praças da cidade de Ponta Grossa-PR. No levantamento da arborização foi contabilizado um total de 1.467 indivíduos arbóreos, onde o predomínio foi de espécies exóticas (63,1%). Quanto ao levantamento da infraestrutura, verificou-se que as estruturas mais frequentes foram: caminhos (85,2%), iluminação (79,4%), bancos (73,5%) e telefones públicos (47,0%). O Complexo Ambiental Governador Manuel Ribas, praça Barão do Rio Branco, Bispo Antônio Mazzarotto e Simão Bolivar, foram as praças com mais atrativos para todas as idades, como parque infantil, quadras, pista para caminhada, academia para terceira idade, entre outros equipamentos. Já as praças Cel. Cristiano Justus Júnior e Clube Serra de Ponta Grossa não apresentaram nenhum equipamento. A partir dos resultados observa-se um cenário heterogêneo em todos os itens analisados, visto que há praças que contam com ampla infraestrutura e outras sem nenhum equipamento disponível.


Palavras-chave


Espaço Público; Espaço Livre; Espécies Exóticas e Nativas; Equipamentos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/revsbau.v9i3.63224

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.