Open Journal Systems

A Curva de Phillips: Uma análise da economia brasileira de 2002 a 2012

Paulo Henrique de Oliveira Hoeckel, Paulo Ricardo Feistel, Gilberto de Oliveira Veloso, Dieison Lenon Casagrande, Cezar Augusto Pereira dos Santos

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de realizar uma sucinta revisão da história da curva de Phillips e a partir desta, avaliar se existe na economia brasileira uma relação funcional inversa entre inflação e desemprego, levando em consideração o período após a concretização do Plano Real e implementação da política de metas inflacionárias até o inicio do ano de 2012. Para isto, o modelo proposto para a análise da curva de Phillips no Brasil levou em consideração as expectativas adaptativas, utilizando a metodologia de Johansen para estimar a curva de Phillips e avaliar se esta se verifica na economia brasileira no período analisado. Os resultados mostram, que a relação entre inflação e inflação esperada é significativa e indicam haver uma relação positiva entre a taxa de inflação e a taxa de desemprego no modelo de longo prazo e uma relação  negativa no modelo de curto prazo, porém ambas mostraram-se não significativas estatisticamente, inferindo que a curva de Phillips para o Brasil, não é verificada para o período do estudo.


Palavras-chave


de Phillips, metodologia de Johansen, Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ret.v9i2.32440