Open Journal Systems

A política de financiamento à inovação no Brasil

Solange Corder

Resumo


O artigo aborda a política de ciência, tecnologia e inovação a partir de um breve levantamento e análise dos principais mecanismos de financiamento e incentivos à inovação estabelecidos em fins da década de 90. Sem dúvida alguma a implementação desta política trouxe uma importante contribuição para o processo de consolidação do Sistema Nacional de Inovação e acordou a sociedade para a problemática do investimento em projetos e empreendimentos inovadores. Constata-se que houve uma grande diversificação das modalidades de financiamento, assim como houve importantes mudanças no marco regulatório visando facilitar o acesso dos diferentes agentes aos recursos humanos e financeiros. Apesar dos avanços conseguidos ainda há vários limites a serem superados para que os principais agentes da inovação, isto é, as empresas, possam concentrar suas estratégias de competitividade em fatores que vão além daqueles tradicionalmente utilizados, como a mão-de-obra barata e investimentos em capital fixo.

Palavras-chave


Brasil; Ciência e tecnologia; Financiamento; Inovação tecnológica; Pesquisa e desenvolvimento; Incentivos fiscais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ret.v4i3.27386