Open Journal Systems

Liderando através da inovação na biotecnologia: estudo de caso da Monsanto

Rafaela Di Sabato Guerrante, Adelaide Maria de Souza Antunes, Nei Pereira Jr

Resumo


O presente artigo pretende mostrar a trajetória da Monsanto desde o período que antecedeu sua entrada em mercados oriundos da biotecnologia moderna, em particular no de sementes geneticamente modificadas (GMs), até sua consolidação como maior empresa mundial de sementes. A análise dos movimentos estratégicos da Monsanto, deixando de ser uma das maiores empresas químicas do mundo para atuar nos mercados emergentes da biotecnologia moderna, permite identificar alguns comportamentos marcantes e reincidentes da empresa e que estão presentes em toda sua trajetória de crescimento, desde sua fundação em 1901. Estes movimentos estratégicos são empregados pela Monsanto com quatro objetivos: o de crescimento, por meio da diversificação e da inovação; de entrada em novos mercados, a partir do estabelecimento de parcerias e acordos com empresas já atuantes nos setores de interesse, ou, até mesmo, da compra dessas empresas; para consolidar-se nos novos mercados; e para neles alcançar a liderança. Ao executar estes movimentos, a empresa aprende ao longo de sua trajetória e utiliza o conhecimento adquirido e acumulado em novas estratégias de crescimento, de entrada em novos mercados, de consolidação e de liderança.

Palavras-chave


Monsanto; Biotecnologia; Inovação; Sementes; Estratégia; Crescimento; Trajetória; Diversificação; Liderança.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ret.v6i2.26998