A RESISTENCIA DA JUC E DA UNE CONTRA A DITADURA NOS ANOS 60

Railson da Silva Barboza, Luci Faria Pinheiro

Resumo


Analisamos o protagonismo dos estudantes cristãos nas lutas pela educação e pela democracia no Brasil, durante os anos 60, período no qual haverá uma ruptura dos mesmos com a hierarquia católica, determinada por dois elementos importantes: a influência progressista da cultura católica francesa, conduzida pela necessidade de fazer frente aos desafios colocados pelo padrão de intervenção do Estado em beneficio da burguesia nascente, reproduzindo as desigualdades sociais; a radicalização política da JUC, que através da UNE realiza experiências na sociedade e elege como prioridade as mudanças estruturais. A juventude católica teve um papel fundamental no combate a ditadura, deixando um legado ao movimento estudantil e vice-versa, cujas experiências levaram-na ao rompimento com a tradição moral-reformista dentro da Igreja. O texto apresenta resultados de uma pesquisa de mestrado (2021), de base documental e bibliográfica.



Palavras-chave


Juventude católica - UNE - ditadura militar - cultura francesa, teologia da libertação.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Márcio Moreira. L'Eglise et la Politique au Brésil. Scienses Humaines et Religions. Cerf, Paris, 1974.

BENJAMIN, Walter. “La vie des étudiants” [Der Neue Merkur, 1915]. In Mythe et Violence. Lettres Nouvelles. Paris, 1971.

BENTO, Fábio Régio. A Igreja Católica e a Social Democracia. São Paulo: Ave Maria, 1999.

BERTOLINO, Farley. Movimento Estudantil e Esquerda Católica na Capital Mineira: História e Memória de uma Geração -1961/1968. Dissertação (Mestrado em História) - PPG da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Federal de Minas Gerais. UFMG. Belo Horizonte, 2010.

FERNANDES, Florestan. Da Guerrilha ao socialismo: a revolução cubana. Editora Expressão Popular. São Paulo, 2007.

DI GREGÓRIO, Maria de Fátima A. O movimento social da Juventude Universitária Católica na America Latina. I Seminário Internacional História do Tempo Presente. UDESC. Florianópolis, 2011. Disponível em http://eventos.udesc.br/ocs/index.php/STPII/stpi/paper/viewFile/414/336. Acesso em 27/12/2019.

GUIMARÃES, C. Universidade à luz da crítica. Movimento. s/l: UNE, 1962.

LANDAUER, Gustav. “Volk und Land: Dreissig Sozialistiche Thesen”. in Zukunft. n.58. Janeiro, 1907.

LEVY, Nelson. Crítica e Utopia. Editora Garamond. Rio de Janeiro, 2012.

LOWY, Michel. Messianismo, utopia e socialismo moderno. Traduzido do francês por Anita Brumer. Revista do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall. Vol. 3, nº 2. Rio Grande do Sul, 2011.

____________. Marxismo e cristianismo na América Latina. Revista Lua Nova: revista de cultura e política. Nº 19. 1989.

MANNHEIN, Karl. "O Problema da juventude na sociedade moderna". In: BRITO, Sulamita (Org.). Sociologia da Juventude: I: Da Europa de Marx à América Latina de hoje. Editora Zahar. Rio de Janeiro, 1968.

MARITAIN, Jacques. Umanesimo Integrale. Editora Borla. Roma, 1980.

MENDES, Cândido. Memento dos vivos: A esquerda católica no Brasil. Editora Tempo Brasileiro. Rio de Janeiro, 1966.

PINHEIRO, Lucí Faria. Serviço Social, Religião e Movimentos Sociais no Brasil. Editora Gramma.. Rio de Janeiro, 2010.

Pontual, Virgínia, Lebret, intérprete da América do Sul: um enigma decifrado e um conceito construído. In: Revista Brasileira de Gestão Urbana, vol. 9, núm. 2, 2017. Disponível em: https://www.redalyc.org/jatsRepo/1931/193150589006/html/index.html Acessado em 17.02.2021.

ROSENZWEI, Franz. L’Etoile de Redemption. Seuil. Paris, 1982

SANFELICE, José Luis. A UNE na resistência ao golpe de 1964 e à ditadura civil militar. Revista Simbio-Logias, Vol.8, n°11. UNESP. São Paulo, 2015.

SILVEIRA, Carlos Roberto. O humanismo personalista de Emmanuel Mounier e a repercussão no Brasil. Tese de Doutorado. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), São Paulo, 2010. Disponível em https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/11832/1/Carlos%20Roberto%20da%20Silveira.pdf; Acesso em 12/07/2020.

SOUZA LIMA, Luiz Gonzaga de. Evolução política dos católicos e da Igreja no Brasil: hipóteses para uma interpretação. Editora Vozes. Rio de Janeiro, 1979.

UNE. Luta atual pela Reforma Universitária. Guanabara: UNE, 1963.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rt.v10i1.79947