TEORIA DA ESTRUTURAÇÃO E AS NOVAS SOCIOLOGIAS: PROVOCAÇÕES TEÓRICO-METODOLÓGICAS A PARTIR DE ANTHONY GIDDENS

Marcos Murelle Azevedo Cruz

Resumo


A pesquisa, de caráter bibliográfico, apresenta uma síntese das principais contribuições da chamada teoria da estruturação do sociólogo inglês Anthony Giddens para as ciências sociais, elaborada a partir de influências teóricas que ele recebeu ao longo de sua trajetória acadêmica, como pesquisador social. No primeiro momento, o trabalho recapitula, de modo breve, as principais contribuições do pensador para a explicação da vida social moderna, a partir de duas categorias analíticas que ele chamou de ação e estrutura, procurando entender como ocorre a participação dos atores sociais no contexto de mudanças da sociedade. Na sequência, serão apresentadas as possibilidades de abordagem de sua teoria, confrontando os principais limites de sua abordagem teórica, haja vista que toda teoria sociológica está, de algum modo, aberta a críticas e a revisões constantes, como atestam seus escritos.


Palavras-chave


Ação. Estrutura. Atores sociais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rt.v9i1.73429