ESTUDO DE CENÁRIOS NA SIMULAÇÃO DE EVENTOS DE CHEIA NO RIO PIRANGUÇU E SUA INFLUÊNCIA NO DISTRITO INDUSTRIAL DE ITAJUBÁ – MG

Alexandre Germano Marciano, Alexandre Augusto Barbosa, Ana Paula Moni Silva

Resumo


Para o crescimento sustentável de uma cidade são necessários planejamento e investimento em infraestrutura. Em grande parte dos municípios brasileiros não há esse planejamento. É comum a realização de obras sem estudos considerando os eventos de cheias. Itajubá, localizada no sul do Estado de Minas Gerais, tem um distrito industrial próximo às margens do rio Piranguçu. No distrito industrial estão instaladas empresas de grande porte e de alta tecnologia, que geram mais de 3.000 empregos diretos. Em julho de 2013 teve início um projeto de construção de um aeroporto nas várzeas do rio Piranguçu. Em 07 de fevereiro de 2013, o Laboratório de Informações Hídricas (LIH) da Universidade Federal de Itajubá, registrou um cotagrama de       no rio Piranguçu, por meio de uma estação fluviométrica do Sistema de Monitoramento de Enchentes. Com base nessa abordagem, o trabalho em questão trata de simulações de propagação de cheias do rio Piranguçu no município de Itajubá-MG. Para a realização deste estudo foi utilizado o software HEC-RAS, o cotagrama coletado pelo LIH e os dados topográficos coletados em campo. Foram simulados 2 cenários: com e sem a implantação do aeroporto. Como resultados serão apresentados hidrogramas e cotagrama que descrevem o deslocamento das ondas de cheias e as manchas de inundações para os 2 cenários, com base no programa computacional Global Mapper.

Palavras-chave: Inundações, HEC-RAS, Rio Piranguçu.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rber.v7i1.57961

Apontamentos

  • Não há apontamentos.