DIAGNÓSTICO DA ARBORIZAÇÃO URBANA EM BAIRROS DO MUNICÍPIO DE TIETÊ

Matheus Giacomazzi, Erico Fernando Lopes Pereira-Silva, Elisa Hardt

Resumo


Foi caracterizada a composição de espécies arbóreas e suas condições fitossanitárias em três bairros de Tietê, SP. Foram feitas análise de condições fitossanitárias e observação conflito de copa com a rede elétrica e da raiz com a superfície de solo dos canteiros. Foi verificada baixa riqueza de espécies nas três áreas, com homogeneidade de composição atribuída ao predomínio de espécies exóticas Murraya paniculata e Lagerstroemia indica. Embora a variação no diâmetro e altura das árvores não denotem prejuízos à rede elétrica, nas três áreas foram identificados problemas de compatibilidade entre a árvore e o ambiente em função de danos ocasionados pelas raízes, como a impermeabilização e compactação do solo, em função da falta de espaço e ausência de cobertura vegetal e ao rompimento de calçadas. Apesar da condição fitossanitária das árvores predominantes terem sido classificadas como boa a regular, os resultados indicaram que a arborização dos três bairros apresenta dominância de poucas espécies, consideradas exóticas não nativas, e baixa diversidade da maioria das espécies. Ficou evidente a influência de problemas decorrentes da compartimentalização de lesões, ferida, ramos mortos, dieback e podridão da madeira. Isso aponta para a necessidade da implantação de políticas públicas voltadas à manutenção desses espaços urbanos, a fim de ampliar a diversidade natural e o bem-estar da população local. O levantamento florístico e o uso de avaliação quali-quantitativa da arborização urbana representam ferramentas práticas de gestão pública, capazes de direcionar trabalhos futuros voltados à avaliação do patrimônio arbóreo de áreas urbanas.


Palavras-chave


qualidade ambiental; ambiente urbano; conservação da biodiversidade urbana

Referências


ALBERTIN, R. M.; DE ANGELIS, R.; DE, G.; NETO, A.; LUIZ, B.; DE ANGELIS, D. Diagnóstico quali-quantitativo da arborização viária de Nova Esperança, Paraná, Brasil. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 6, n. 3, p. 128–148, 2011.

ALMEIDA, D. N.; RONDON NETO, R. M. Análise da arborização urbana de três cidades da região norte do Estado de Mato Grosso. Acta Amazonica, v. 40, n. 4, p. 647–656, 2010.

ANGIOSPERM PHYLOGENY GROUP, A.; BYNG, J. W.; CHASE, M. W.; M CHRISTENHUSZ, M. J.; FAY, M. F.; JUDD, W. S.; MABBERLEY, D. J.; SENNIKOV, A. N.; SOLTIS, D. E.; SOLTIS, P. S.; STEVENS, P. F.; BRIGGS, B.; BROCKINGTON, S.; CHAUTEMS, A.; CLARK, J. C.; CONRAN, J.; HASTON, E.; MOORE, M.; OLMSTEAD, R.; PERRET, M.; SKOG, L.; SMITH, J.; TANK, D.; VORONTSOVA, M.; WEBER ADDRESSES, A.; CHASE, M. W.; M CHRISTENHUSZ, M. J.; FAY, M. F.; JUDD, W. S.; SOLTIS, D. E.; MABBERLEY, D. J.; SOLTIS, P. S.; STEVENS, P. F. An update of the Angiosperm Phylogeny Group classification for the orders and families of flowering plants: APG IV who were equally responsible and listed here in alphabetical order only, with contributions from. Botanical Journal of the Linnean Society, v. 181, p. 1–20, 2016.

BARGOS, D. C.; MATIAS, L. F. Áreas verdes urbanas: um estudo de revisão e proposta conceitual. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 6, n. 3, p. 172–188, 2011.

BORTOLETO, S.; FILHO, D. F. da S.; SOUZA, V. C.; FERREIRA, M. A. de P.; POLIZEL, J. L.; RIBEIRO, R. de C. S. Composição e distribuição da arborização viária da estância de Águas de São Pedro-SP. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 2, n. 3, p. 32–46, 2007.

DAILY, G. C.; POLASKY, S.; GOLDSTEIN, J.; KAREIVA, P. M.; MOONEY, H. A.; PEJCHAR, L.; RICKETTS, T. H.; SALZMAN, J.; SHALLENBERGER, R. Ecosystem services in decision making: time to deliver. Frontiers in Ecology and the Environment, v. 7, n. 1, p. 21–28, 1 fev. 2009.

DE GROOT, R. Function-analysis and valuation as a tool to assess land use conflicts in planning for sustainable, multi-functional landscapes. Landscape and Urban Planning, v. 75, n. 3–4, p. 175–186, 15 mar. 2006. Disponível em: . Acesso em: 6 nov. 2017.

GONDIN, L. M. P. Meio ambiente urbano e questão social: habitação popular em áreas de preservação ambiental. CADERNO CRH, v. 25, n. 64, p. 115–130, 2012.

HOPPEN, M. I.; DIVENSI, H. F.; RIBEIRO, R. F.; CAXAMBÚ, M. G. Espécies exóticas na arborização de vias públicas no município de Farol, PR, Brasil. [s.l: s.n.]v. 9

ISERNHAGEN, I.; LE BOURLEGAT, J. M. G.; CARBONI, M. Trazendo a riqueza arbórea regional para dentro das cidades: possibilidade, limitações e benefícios. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 4, n. 2, p. 117–138, 2009.

LANDGRAF, P. R. C.; PAIVA, P. D. de O.; REIS, L. A. Desenvolvimento de software para o planejamento da arborização urbana. Revista Brasileira de Horticultura Ornamental, v. 19, n. 1, p. 19–24, 1 out. 2015.

LIMA, V.; AMORIM, M. C. de C. T. A importância das áreas verdes para a qualidade ambiental das cidades. Revista Formação, v. 13, p. 139–165, 2006.

LONDE, P. R.; MENDES, P. C. A influência das áreas verdes na qualidade de vida urbana. Revista Brasileira de Geografia Médica e da Saúde - Hygeia, v. 10, n. 18, p. 264–272, 2014.

MARTINS, L. F. V.; ANDRADE, H. H. B. de; ANGELIS, B. L. D. De. Relação entre podas e aspectos fitossanitários em árvores urbanas na cidade de Luiziana, Paraná. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 5, n. 4, p. 141–155, 2010.

MENEGHETTI, G. I. P. Estudo de dois métodos de amostragem para inventário da arborização de ruas dos bairros da orla marítima do município de Santos, SP. 2003. Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2003.

MILLER, R. W.; HAUER, R. J.; WERNER, L. P. Urban Forestry: Planning and Managing Urban Greenspaces. 3o ed. Long Grove: Waveland Press, Inc., 2015.

ROSENBERG, N. J. Response Of Plants To The Physical Effects Of Soil Compaction. Advances in Agronomy, v. 16, p. 181–196, 1 jan. 1964.

ROY, S.; BYRNE, J.; PICKERING, C. A systematic quantitative review of urban tree benefits, costs, and assessment methods across cities in different climatic zones. Urban Forestry & Urban Greening, v. 11, p. 351–363, 2012.

SANTOS, N. R. Z. dos; FILIPPI, I. Arborização de Vias Públicas: Ambiente x Vegetação. 1a ed. Santa Cruz do Sul: INstituto Souza Cruz - Clube da árvore, 2001.

SÃO PAULO, S. Manual Técnico de Arborização Urbana. [s.l: s.n.].

SILVA, R.; THIALA, A.; OLIVEIRA, D. S.; BIANCA, L. Diagnóstico visual e fitossociologia na arborização de praças em Paragominas, Pará. Revista da Sociedade Brasileira de Arborização Urbana, v. 13, n. 1, p. 1–13, 2018.

SUCOMINE, N. M. Caracterização e análise do patrimônio arbóreo da malha viária urbana central do município de São Carlos-SP. 2009. Caracterização e análise do patrimônio arbóreo da malha viária urbana central do município de São Carlos-SP, 2009.

YOUNG, R. F. Managing municipal green space for ecosystem services. Urban Forestry & Urban Greening, v. 9, n. 4, p. 313–321, 1 jan. 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v46i2.58879

Direitos autorais 2020 Raega - O Espaço Geográfico em Análise

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009