TRABALHOS DE CAMPO NAS DISCIPLINAS DE GEOLOGIA INTRODUTÓRIA: CURSOS DE GEOGRAFIA NO ESTADO DO PARANÁ

Adalberto SCORTEGAGNA

Resumo


A pesquisa busca analisar as atividades de campo na disciplina de Geologia Introdutória nos cursos de Geografia no Estado do Paraná. Os dados foram coletados por meio de entrevistas com os professores responsáveis pela disciplina, nas instituições de ensino que mantêm o curso de Geografia no Estado. A análise dos resultados possibilitou caracterizar a prática dos professores nas atividades de campo, desde a preparação até a execução, além de constatar as diferentes visões de ensino dos diferentes profissionais que atuam nesta disciplina. Os depoimentos dos professores foram examinados a partir de duas categorias de análise: as características das saídas de campo e as concepções sobre a disciplina de Geologia Introdutória. A análise demonstrou que não há diferenças significativas entre os professores no que diz respeito aos trabalhos realizados em campo, independentemente da formação, titulação e instituição onde atuam. As diversas alternativas de trabalhos de campo ainda estão distantes da prática da maioria dos professores, que optam por atividades voltadas ao reconhecimento no campo de conteúdos desenvolvidos em sala de aula. Entretanto, revelaram-se duas concepções distintas quanto ao papel da disciplina no curso e os conteúdos que deve abranger: a visão do professor geólogo e a visão do professor geógrafo. Em que pese tais diferenças, as concepções de ambos os profissionais não são, de modo geral, compatíveis com as características e conteúdos dos trabalhos de campo que promovem.

Fieldwork on the Courses of Introductory Geology: Courses of Geography in the State of Paraná

Abstract

The research aims at analyzing the activities of field in courses of Introductory Geology in the Geography Schools in the State of the Paraná. The data had been collected by means of interviews with the responsible professors for the course, in the educational institutions that keep the course of Geography in the State. The analysis of the results made possible to characterize the practical one of the professors in the activities of field, since the red tape until the execution, besides evidencing the different visions of education of the different professionals who act in this discipline. The professors ´ interviews were examined from two categories of analysis: the features of the field outputs and the conceptions in courses of Introductory Geology. The analysis demonstrated that there aren´t significant differences between the two kinds of professors in respect to the works carried through in field, independently of the formation, titulation and institution where they work . The diverse alternatives of field works are still distant from the practical one of the majority of the professors, who choose activities directed to the recognition in the field of contents developed in classroom. However, two conceptions had different views concerning the role of the subject in the Geography course and the contents that it must contain: the vision of both geology and geography professors. In spite of these differences, the conceptions of both the professionals are not, generally speaking, compatible with the features and contents of the field works that promote.


Palavras-chave


Geografia; Geologia; trabalhos de campo; ensino; Geography; Geology; fieldwork; teaching.

Texto completo:

PDF

Referências


COELHO, A. M. S. Para uma caracterização do raciocíniogeográfico. Belo Horizonte, 1997. 152 f. Dissertação(Mestrado em Geografia) - Instituto de Geociências, UFMG.

COMPIANI, M. O fazer geologia com ênfase no campo naformação de professores de ciências para o 1º grau (5º a 8ºséries). Campinas, 1998. 238 f. Dissertação (Mestrado emEducação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadualde Campinas.

_____. A relevância das atividades de campo no ensino degeologia na formação de professores de ciências. Cadernosdo IG/Unicamp, Campinas, v. 1, n. 2, 1991. p. 2-25.

COMPIANI, M.; CARNEIRO, C. D. R. Os papéis didáticos dasexcursões geológicas. Enseñanza de las Ciências de laTierra, v. 1, n. 2, 1993. p. 90-98.

COMPIANI, M.; GONÇALVES, P. W. Aspectos didáticos emetodológicos de uma experiência de introdução dos alunosàs atividades de campo em geologia. In: CONGRESSOBRASILEIRO DE GEOLOGIA, 33., 1984, Rio de Janeiro.Anais... Rio de Janeiro: SBG, 1984. p. 5185-5197.

CUNHA, C. A .L. A geologia introdutória nos livros didáticosno Brasil: um estudo da coerência interna dos textos atravésdo conceito de geossinclinal. Campinas, 1986. 207 f.Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade deEducação, Universidade Estadual de Campinas.

FANTINEL, L. M. Práticas de campo em geologia introdutória:papel das atividades de campo no ensino de fundamentosde geologia do curso de geografia. Campinas, 2000. 124 f.Dissertação (Mestrado em Educação Aplicada àsGeociências) - Instituto de Geociências, UniversidadeEstadual de Campinas.

MIZUKAMI, M. G. N. Ensino: as abordagens do processo. SãoPaulo: EPU, 1986. 119 p.

NEWERLA, V. B. Roteiros didáticos e o seu papel nostrabalhos de campo. Campinas, 1997. 32 f. Trabalho demonografia (Disciplina Práticas de Campo no Ensino deCiências Naturais) - IG/Unicamp.

PASCHOALE, C. Alice no país da geologia e o que elaencontrou lá. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE GEOLOGIA,33., 1984, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: SBG, 1984.p. 5242-5249.

SCORTEGAGNA, A. Trabalhos de campo nas disciplinas deGeologia Introdutória: cursos de Geografia no Estado doParaná. Campinas, 2001. 122 f. Dissertação (Mestrado emEducação Aplicada às Geociências) - Instituto deGeociências, Universidade Estadual de Campinas




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v9i0.3445

Direitos autorais

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009