Dualidade e dicotomia da geografia moderna: a especificidade científica e o debate recente no âmbito da geografia brasileira

Francisco MENDONÇA

Resumo


A geografia moderna nasceu com expressiva característica dualística, evidenciada pelo tratamento da natureza por um lado e, por outro, pelo da sociedade e de suas dinâmicas. Com o aprofundamento destes dois ramos no século XX e com o desenvolvimento do pensamento crítico dentro da ciência, através do qual ressaltou-se o caráter ideológico do pensamento científico, o dualismo geográfico foi alçado à condição de dicotomia. Dualidade e dicotomia da geografia tornaram-se então, sobretudo depois da década de cinquenta, temas de acirrados debates na academia e nas entidades de congregação de geógrafos. Este tipo de debate intensificou-se dentro da geografia brasileira a partir do final dos anos setenta, tendo promovido um considerável distanciamento entre geógrafos físicos e geógrafos humanos.

Palavras-chave


Geografia moderna; dualidade; dicotomia; geografia no Brasil

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/raega.v2i0.18004

Direitos autorais

_____________________________________________

ISSN (IMPRESSO) 1516-4136 até 2008

ISSN (ELETRÔNICO) 2177-2738 a partir de 2009