Comportamentos afetivo-motivacionais durante avaliação assistida, por crianças com dificuldade de aprendizagem: uma proposta de categorização

Erika da Silva Ferrão, Elissa Orlandi Moraes, Sônia Regina Fiorim Enumo, Maria Beatriz Martins Linhares, Gizele Pereira de Sousa

Resumo


 A presente pesquisa objetivou construir um sistema de categorias de comportamentos observáveis de crianças com dificuldade de aprendizagem (DA), relacionado aos fatores afetivo-motivacionais, exibidos durante uma prova cognitiva de modalidade assistida. Observou-se e registraram-se os comportamentos de 10 crianças (8-10 anos) com DA, registradas em vídeo, executando uma prova assistida. Para registro cursivo desses comportamentos infantis, escolheu-se aleatoriamente uma fita por vez de 34 vídeos da atividade sendo realizada por 34 crianças até a repetição de comportamentos infantis e a diminuição da variabilidade comportamental nas situações observadas, totalizando 10 crianças observadas. Definiu-se 20 categorias, divididas em Facilitadoras e Não facilitadoras do desempenho, como Demonstrar impulsividade, Dar feedback e Pedir orientação. O nível de concordância foi calculado entre três juízes. Os resultados mostraram que 10 categorias alcançaram índices de fidedignidade acima de 70% entre pelo menos dois juízes. Estas categorias são indicadas para avaliação dos aspectos afetivo-motivacionais em avaliação assistida, tais como Corrigir pergunta/resposta após dica/ajuda, Demonstrar querer interromper a tarefa e Reclamar/responder/ atender solicitação. Estudos futuros são sugeridos a fim de testar a aplicabilidade das categorias com baixos índices de concordância.

 

Palavras-chave: construção de categorias; fatores afetivo-motivacionais; prova assistida.


Palavras-chave


construção de categorias; fatores afetivo-motivacionais; prova assistida

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v14i2.7666

Direitos autorais