Preferências por características do futuro filho adotivo manifestadas por pretendentes à adoção

Isabela Dias Amim, Paulo Rogério Meira Menandro

Resumo


A pesquisa objetivou analisar preferências de pessoas cadastradas para adoção quanto às características da criança que pretendiam adotar. Os resultados obtidos confirmam dados disponíveis na literatura que apontam que brasileiros postulantes à adoção preferem crianças recém-nascidas, do sexo feminino, de cor de pele branca. A pesquisa também revelou a ocorrência de mudanças de opinião quanto às preferências por determinadas características do filho adotivo durante o período de espera pela adoção, mudanças estas que em geral se dão no sentido de ampliar as possibilidades de adoção e diminuir o tempo de espera. A partir do trabalho foi possível apresentar perspectivas de atuação para profissionais que trabalham com postulantes à adoção, pois, mais que um trabalho de avaliação, o trabalho com os futuros pais adotivos deve ser de preparo e orientação, no sentido de dar suporte ao grupo familiar, de orientá-lo quanto ao processo de adoção e, principalmente, de abrir espaço para a discussão dos tabus que envolvem a adoção.

Palavras-chave: adoção; adoção legal; características preferidas da criança a ser adotada.

 


Palavras-chave


adoção; adoção legal; características preferidas da criança a ser adotada

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v11i2.7653

Direitos autorais