Open Journal Systems

Mulher e verdade: onde mora pombagira cigana?

José Francisco Miguel Henriques Bairrão

Resumo


Resumo: Embora nos últimos anos tenham sido feitos e publicados estudos a respeito do significado psicológico de operadores umbandistas, ainda são praticamente inexistentes os que se debruçam sobre o significado e a forma como as categorias de intersecção operam. Com base em uma recensão e sistematização de resultados de um programa de pesquisa etnopsicológico sobre cultos afro-brasileiras, pretende-se ilustrar como algumas categorias abstratas se traduzem corporalmente, mediante gestos e sentires. Para efeito dessa exemplificação selecionou-se a categoria espiritual Pombagira Cigana, na qual se personificam em concomitância um operador de gênero e um operador de verdade. Exercícios similares poderiam fazer-se e devem cumprir-se relativamente a outros segmentos do panteão para que cada vez mais seja possível alcançar uma interlocução mais profunda e relevadora dos benefícios auferíveis de uma Etnopsicologia afro-brasileira, tanto no atinente a uma escuta em profundidade da experiência social brasileira, como relativamente ao que se possa aprender e aproveitar cientifica e metodologicamente com base na originalidade das suas estratégias cognitivas.

Palavras-chave


Verdade; Etnopsicologia; Psicologia da religião, cultos afro-brasileiros

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v23i02.65061