A Arte de Saborear Maçãs Ácidas: A Recepção de Fenômenos Incomuns pelos Pioneiros da Psicanálise

Karin Hellen Kepler Wondracek

Resumo


Resumo : Uma incursão aos primórdios da psicanálise com o objetivo de estabelecer recortes  históricos a respeito da recepção de fenômenos incomuns como telepatia, mediunidade, experiências de quase-morte em alguns pioneiros da psicanálise. Entre estes, destaca-se a atitude cuidadosa e reticente de Freud a respeito da telepatia, a curiosidade de Ferenczi para com a premonição e mediunidade, e os estudos de Oskar Pfister sobre experiências de quase-morte. Embora afirmados como campos separados, mostra-se que não deixaram de influenciar as teorizações, especialmente da comunicação inconsciente e da empatia. Destaca-se ainda a afirmação pioneira da interdisciplina para compreensão mais profunda desses fenômenos, antecipatória do atual quadro epistemológico para tais estudos.

Palavras-chave


Psicanálise; telepatia; EQM; comunicação inconsciente; transferência

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v23i02.65060

Direitos autorais 2019 Karin Hellen Kepler Wondracek

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.