Desenvolvimento do psiquismo e anemia falciforme: o impacto do adoecimento no exercício das atividades vitais

Jéssica Rodrigues Rosa, Sueli Terezinha Ferrero Martin

Resumo


A anemia falciforme é uma doença crônica que acarreta graves e numerosas implicações para a vida de seus portadores, expressas enquanto sintomas físicos, como crises de dor, hipertensão pulmonar, síndrome torácica aguda, complicações renais e infartos silenciosos, ou outras limitações, como déficit cognitivo. Este estudo investiga as consequências da doença no exercício das atividades vitais de indivíduos que sofrem dela, de acordo com seus relatos. Realizamos entrevistas semiestruturadas, utilizando o método da história de vida para coleta de dados e a identificação dos núcleos de significação para sua análise. Empregamos as categorias teóricas da Psicologia sócio-histórica para subsidiar o processo de interpretação destes achados. Os resultados apontaram para grande influência do adoecimento no dia-a-dia dos sujeitos, expressa principalmente na forma de frequentes e graves rupturas do cotidiano, que afetam profundamente as possibilidades de engajamento em atividades fundamentais para seu desenvolvimento humanogenérico – em especial, atividades lúdicas, de estudo e de trabalho.

Palavras-chave


anemia falciforme; doença crônica; história de vida; psicologia sócio-histórica; saúde coletiva

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v23i02.56599

Direitos autorais 2019 Jéssica Rodrigues Rosa, Sueli Terezinha Ferrero Martin

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.