Comportamento controlado por regras: revisão crítica de proposições conceituais e resultados experimentais

Carla Cristina Paiva Paracampo, Luiz Carlos de Albuquerque

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar criticamente, com base em resultados experimentais, algumas proposições acerca das variáveis que podem interferir na manutenção do comportamento de seguir regras. Inicialmente apresentam-se definições de regras; a distinção entre o comportamento controlado por regras e o controlado por contingências; algumas proposições teóricas acerca de por que regras são seguidas; e, uma síntese dos procedimentos utilizados para investigar o controle por regras. Em seguida, passa-se a analisar as proposições que sugerem que a manutenção do seguimento de regras pode depender: 1) do tipo de conseqüência programada para o seguimento de regras; 2) de se o seguimento de regras é, ou não, monitorizado; 3) de procedimentos que geraram, ou não, variação comportamental; 4) do tipo de esquema programado para reforçar o seguimento e o não-seguimento de regra; e, 5) da história de exposição a contingências antes de o ouvinte ser exposto à regra. Conclui-se, concordando com alguns autores, que o comportamento de seguir regras depende mais da combinação entre o conjunto de condições favoráveis e o conjunto de condições não favoráveis à sua manutenção do que de uma ou outra condição, isoladamente.

 

Palavras- chave: comportamento controlado por regras; comportamento controlado por contingências; revisão de literatura.


Palavras-chave


comportamento controlado por regras; comportamento controlado por contingências; revisão de literatura

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v9i2.4798

Direitos autorais