Reforçamento Operante e Seleção Natural: AAnalogia Inútil

François Tonneau

Resumo


Atualmente é bastante comum, nas discussões teóricas sobre Análise do Comportamento, mencionar a
"seleção pelas consequências" como um modo causal específico e como um esquema integrador da
disciplina com a biologia evolutiva. Contudo, falar de "seleção" no contexto do reforçamento operante
constitui claramente um discurso analógico ou metafórico. Esta nota teórica tem três objetivos principais:
primeiro, clarificar as condições nas quais uma analogia desta natureza pode ser aceita ou não; segundo,
resumir e simplificar os argumentos de Tonneau e Sokolowski (2000, 2001 ) contrários à analogia entre
reforçamento operante e seleção natural; e finalmente, examinar se desenvolvimentos recentes na
disciplina refutaram as conclusões negativas destes autores.

Palavras-chave


Analogia; seleção; reforçamento; comportamento; cérebro

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v20i3.47412

Direitos autorais 2017 Interação em Psicologia

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.