Déficits Primários e Secundários de Funções Executivas Pós-TCE: análise de dissociações

Renata Kochhann, Natalie Pereira, Laura Damiani Branco, Charles Cotrena, Caroline de Oliveira Cardoso, Maila Rossato Holz, Nicolle Zimmermann

Resumo


Este estudo avaliou as associações e dissociações encontradas entre déficits de memória episódica em relação aos de funções executivas e verificou se estes déficits encontrados eram primários ou secundários. Os 81 pacientes pós-Traumatismo Cranioencefálico (TCE) foram avaliados por meio do Teste de Aprendizagem Auditivo-Verbal de Rey e do Teste Hayling. Os resultados sugerem que prejuízo na velocidade de controle inibitório pode contribuir para déficit na memória episódica e que as velocidades de iniciação e inibição parecem ser complementares, mas a primeira precede a segunda. Nossos achados ressaltam que os prejuízos executivos provavelmente sejam primários em nossa amostra de pacientes pós-TCE e que estes prejuízos podem causar déficits na memória episódica.


Palavras-chave


traumatismo cranioencefálico; memória episódica; funções executivas; iniciação; inibição

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v18i3.35456

Direitos autorais 2016 Interação em Psicologia