A Importância de Moisés: Ponto de Encontro da Cultura, do Judaísmo e da Psicanálise

Aline Vieira Fridman

Resumo


O artigo discute o papel de Moisés no Judaísmo à luz da reconstrução histórica de Freud (1939/2004) e de suas análises da força e permanência desta cultura e de sua tradição. Com esse personagem articulador, Freud elabora sua teoria da tradição e da transmissão, afirmando e forjando seu edifício conceitual, sobre os fenômenos sociais, em analogia com suas observações das psicanálises (individuais) que conduziu. Cotejando a versão freudiana, a versão exegética (Sellin, 1922, citado em Freud, 1939/2004), e a versão da Torá desse legislador, e tomando contradições e inconsistências pululantes na jornada do grande profeta, o artigo procura mostrar como desse personagem e de seu acontecer-histórico (die Geschichte) se derivam importantes consequências para a história primordial (die Urgeschichte) da cultura, dos monoteísmos e da própria clínica da subjetividade.


Palavras-chave


Moisés; cultura; Psicanálise; Judaísmo; transmissão

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v19i2.35345

Direitos autorais 2016 Interação em Psicologia