Relação entre a Renda Mensal e o Desejo de Ter Filhos Procurados no Parceiro Afetivo por Homens e Mulheres Homossexuais e Heterossexuais

Alda Loureiro Henriques, Karina Nunes Leão, Myenne Mieko Ayres Tsutsumi

Resumo


A eficácia do desempenho sexual, de um modo geral, depende de uma seleção rigorosa de parceiros
feita pelos membros de cada espécie. Entre os humanos, o critério financeiro é um dos aspectos que
caracterizam a diferença sexual na seleção de parceiros. Contudo, o comportamento sexual não pode
ser definido apenas pelos aspectos característicos de pessoas heterossexuais, pois também existem
relacionamentos homossexuais. A partir desta perspectiva, investigou-se, através de um website, as
preferências de homossexuais e heterossexuais por renda mensal e desejo de ter filhos no parceiro.
Constatou-se que os heterossexuais desejam mais ter filhos do que os homossexuais. Além disso, para
ambas as orientações, a “renda mensal” não demonstrou ser um critério seletivo na hora de escolher
um parceiro.


Palavras-chave


orientação sexual; renda mensal; desejo de ter filhos; gênero

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v19i2.33675

Direitos autorais 2016 Interação em Psicologia