O Olhar de Crianças Atendidas em Instituição Pública de Saúde Sobre o Psicoterapeuta

Rodrigo Gabbi Polli, Dorian Mônica Arpini

Resumo


O estudo objetivou investigar a forma como crianças que estavam em atendimento psicológico na rede
básica de saúde representam o seu terapeuta. Realizou-se um estudo qualitativo com a aplicação da
técnica do desenho-estória. Oito crianças participaram da pesquisa. Foi solicitado a elas que realizassem
uma sequência de três desenhos-estórias. A análise dos dados foi feita por meio de análise de conteúdo.
Os resultados evidenciaram que as crianças têm uma representação de psicoterapeuta enquanto alguém
que brinca e conversa com elas. Além disso, para que o processo terapêutico se dê, foi valorizada a
capacidade do profissional de prover um ambiente confiável e amparador, no qual a criança se sinta
segura para apresentar suas questões, sendo destacado o holding recebido ao longo da terapia.


Palavras-chave


psicoterapia da criança; saúde pública; crianças

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v20i1.32624

Direitos autorais 2016 Interação em Psicologia