Percepção de Alunos Superdotados, Mães e Professores Acerca da Aceleração de Ensino

Renata Rodrigues Maia-Pinto, Denise de Souza Fleith

Resumo


O objetivo deste estudo exploratório foi investigar a percepção de alunos superdotados, do ensino
fundamental, submetidos a procedimentos de aceleração de ensino quando frequentavam a educação
infantil, suas mães e professores acerca dessa prática. Foram entrevistados 12 estudantes, 12 mães, 10
professores de salas de aula regular e cinco docentes que atuavam em um programa de atendimento a
alunos superdotados. Os resultados indicaram que a aceleração foi uma intervenção bem-sucedida
para os alunos, não acarretando perdas acadêmicas ou dificuldades socioemocionais nas séries
seguintes. Mães e alunos avaliaram positivamente a experiência de aceleração de ensino, ao passo que
os professores se posicionaram desfavoravelmente, embora não tenham identificado problemas
emocionais ou de desempenho escolar em seus alunos acelerados.

Palavras-chave


superdotação; aceleração de ensino; aluno superdotado

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v19i2.29744

Direitos autorais 2016 Interação em Psicologia