A Coparentalidade ao Longo do Desenvolvimento dos Filhos: Estabilidade e Mudança no 1º e 6º Ano de Vida

Débora Augustin, Giana Bitencourt Frizzo

Resumo


Coparentalidade se define como o compartilhamento da parentalidade, permeando aspectos como divisão de tarefas, responsabilidades, liderança e apoio entre os pais na criação dos filhos. Este estudo visou pesquisar possíveis mudanças no exercício da coparentalidade em diferentes estágios do desenvolvimento infantil, investigando duas famílias e comparando dois momentos: o primeiro e o sexto ano de vida da criança. Em ambos os momentos se entrevistou os pais e mães sobre a experiência da maternidade/paternidade e sobre o relacionamento conjugal, visando compreender a coparentalidade. Os resultados mostraram que alguns aspectos da coparentalidade tendem a se manter estáveis ao longo do desenvolvimento infantil, como características individuais dos pais, enquanto outros, como divisão de tarefas, podem sofrer transformações em função das diferentes necessidades e habilidades da criança.

Palavras-chave


coparentalidade; família; escola; desenvolvimento

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v19i1.29239

Direitos autorais 2016