Por Que Funcionam Limitadamente Campanhas e Programas de Conservação de Água? Uma Análise Comportamental

Gabriela Rizzo Perossi, Kester Carrara

Resumo


A questão da escassez da água, além de relevante e contemporâneo problema ambiental, pode ser caracterizada como fenômeno social, resultado de práticas culturais inadequadas. Como tal, pode ser estudada pela Análise do Comportamento, mais especificamente, do ponto de vista da seleção pelas consequências. Nesse contexto, objetivou-se identificar se campanhas e programas de conservação de água estão em consonância com os princípios da Análise do Comportamento para alteração e controle dos comportamentos dos indivíduos na dimensão cultural. De modo geral, os dados indicam a ausência de reforços contingentes aos comportamentos de desperdiçar e economizar água e a presença de práticas mentalistas, evidenciando uma contraposição aos fundamentos da Análise do Comportamento, especialmente no que diz respeito à lógica da seleção pelas consequências.

Palavras-chave: planejamento cultural; seleção pelas consequências; prática cultural; conservação de água. 


Palavras-chave


planejamento cultural; seleção pelas consequências; prática cultural; conservação de água

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v16i2.25655

Direitos autorais