Correlações entre Dimensões da Qualidade das Amizades e Autopercepção em Crianças

Luíza Maria da Rocha Zunino, Edi Cristina Manfroi, Sandra Adriana Neves Nunes, Ana Maria Xavier Faraco, Mauro Luís Vieira, Kenneth H. Rubin

Resumo


No presente estudo foram examinadas correlações entre dimensões qualitativas da amizade e da autopercepção em crianças de 9 a 13 anos de idade. Os dados derivaram de dois questionários aplicados a 158 crianças (52,5% meninos) em duas escolas públicas. Os resultados indicaram que: a) crianças que identificam nas suas relações de amizade uma fonte de apoio tendem a se perceber acadêmica e atleticamente competentes e bem aceitas socialmente; b) crianças que encontram nas amizades um espaço privilegiado para resolver conflitos e buscar intimidade e validação de seus sentimentos também têm percepções positivas acerca de si mesmas, e c) o gênero e a idade da criança tiveram influências diferenciadas nas dimensões da qualidade das amizades e da autopercepção.

Palavras-chave: dimensões qualitativas da amizade; autopercepção; bem-estar social e psicológico de crianças.

 

 


Palavras-chave


dimensões qualitativas da amizade; autopercepção; bem-estar social e psicológico de crianças

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v16i2.23061

Direitos autorais