O preconceito sexual internalizado por homossexuais masculinos

Adriana Nunan, Bernardo Jablonski, Terezinha Féres-Carneiro

Resumo


Apesar do surgimento, nas últimas décadas, de uma vasta gama de estudos relacionados à homossexualidade, pouco foi produzido sobre o tema do preconceito internalizado. Tendo como base uma articulação entre conceitos oriundos da psicologia social e da psicanálise, procede-se neste trabalho, a partir da literatura existente, a uma investigação sobre o preconceito sexual internalizado, definido como a aceitação pelos indivíduos homossexuais das atitudes negativas veiculadas pela sociedade em relação à homossexualidade. Tal aceitação resulta em sentimentos negativos sobre si mesmo – principalmente culpa e vergonha de ser ou de experienciar desejo homossexual. Busca-se relacionar o preconceito sexual internalizado com suas principais manifestações clínicas, assim como com alguns dos mecanismos de defesa utilizados pelos homossexuais masculinos, a saber: a negação, a formação reativa, a racionalização e o encobrimento. Ao cabo do trabalho, levantam-se algumas questões relacionadas à redução do preconceito internalizado.

 

 

Palavras-chave: preconceito internalizado; homossexualidade masculina; manifestações clínicas.


Palavras-chave


preconceito internalizado; homossexualidade masculina; manifestações clínicas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v14i2.12212

Direitos autorais