Desempenho em FI com humanos: efeito da interação da resposta de consumação e do tipo de instrução

Carlos Eduardo Costa, Carlos Henrique Patsko, Rodrigo Morande Becker

Resumo


O estudo investigou o efeito da resposta de consumação sobre o desempenho em FI. No Experimento I, seis universitários foram expostos a um FI 30 s por três sessões de 20 minutos cada. Para metade dos participantes (Grupo SR-I) não foi exigida uma resposta de consumação para que pontos fossem creditados ao contador e para a outra metade uma resposta de consumação foi exigida e uma instrução “adicional” sobre esta resposta foi fornecida (Grupo CR-I). Os resultados não indicaram um efeito claro da resposta de consumação. No Experimento II oito universitários foram expostos a um FI 30 s por três sessões de 30 minutos cada. Ambos os grupos receberam a mesma instrução mínima sobre a tarefa experimental. O desempenho da maioria dos participantes do Grupo CR-II pareceu ficar sob controle do FI e a maioria dos do Grupo SR-II tiveram um desempenho em taxas altas. Os resultados sugerem que a interação entre a exigência de uma resposta de consumação e o tipo de instrução pode favorecer o responder em taxa baixa sob FI.

Palavras-chave: esquemas de reforçamento; intervalo fixo; resposta de consumação; instruções; humanos.

 


Palavras-chave


esquemas de reforçamento; intervalo fixo; resposta de consumação; instruções; humanos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v11i2.11609

Direitos autorais