Treinos de discriminação simples e formação de classes funcionais de estímulos por cães

Camila Domeniconi, Renato Bortoloti, Leilane Cristine Krutzfeldt Antoniazzi, Tássia Eid Nogueira Mendes

Resumo


O presente estudo verificou a formação de classes de estímulos funcionalmente equivalentes e learning set a partir de treinos de discriminações simples simultâneas e repetidas reversões nas funções dos estímulos, com uso de reforçadores diferentes e específicos para cada classe. Os sujeitos foram três cães sem raça definida. Nas tentativas de teste foram encontradas, em média, porcentagens de acertos de 93,6. Esses dados somados aos resultados das primeiras tentativas de apresentação de cada par de estímulos atestaram a reversão instantânea das funções de estímulos, ambos indicando a formação de classes funcionalmente equivalentes. Os dados de learning set não foram conclusivos a respeito da progressão na eficiência dos desempenhos nas reversões, possivelmente, por influência da preferência diferencial dos cães pelos reforçadores específicos utilizados em cada classe. O procedimento parece adequado e econômico para as investigações na área de comportamento simbólico em animais não humanos.  

 

Palavras-chave: equivalência funcional; discriminações simples; reversões; reforço específico e diferencial; cães.

 


Palavras-chave


equivalência funcional; discriminações simples; reversões; reforço específico e diferencial; cães

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/psi.v12i2.10376

Direitos autorais