PARA QUE SERVE O SITE? UMA ANÁLISE DAS PÁGINAS DOS CANDIDATOS A GOVERNADOR E A SENADOR NO CEARÁ EM 2014

Camila Mont'Alverne, Fernando Wisse Oliveira Silva

Resumo


A apropriação de recursos e ferramentas digitais da internet por parte das campanhas políticas traz, a cada pleito, novas configurações para a relação ente candidatos e eleitores. Este artigo propõe uma discussão sobre a utilização dos sites pessoais por candidatos políticos durante o período de campanha eleitoral. Particularmente, verifica-se como estão dispostas diferentes ferramentas online nas páginas dos agentes e que tipo de ênfase os sites propõem para a comunicação política do candidato com os internautas. O corpus da pesquisa consiste no estudo dos websites de campanha de seis candidatos (quatro para o pleito de Governador e dois para o de Senador, no estado do Ceará). A partir das categorias utilizadas por Schweitzer (2005; 2011), a análise mostra que os candidatos dão maior ênfase a conteúdos informativos em suas páginas na web, deixando recursos de mobilização em segundo plano, enquanto ferramentas de participação são raras. Os websites continuam a ganhar novas ferramentas, mas a ênfase dos candidatos continua sendo a de utilizar tais plataformas como meios informativos e complementares para maximizar cotas de visibilidade e provocar um impacto positivo junto aos eleitores.


Palavras-chave


Campanha online; Eleições; Participação política; Ceará; Website.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/recp.v6i1.39784