A vontade de felicidade e a possibilidade da justiça para Walter Benjamin

Márcio Jarek

Resumo


Nosso objetivo é o de realizar uma interpretação para o enigmático “Fragmento teológico-político” (1920/21) à luz das noções de felicidade e de justiça contidas em diferentes escritos, igualmente fragmentários, elaborados por Walter Benjamin no contexto de seu plano de escrever uma obra sobre as relações entre política e vida.
Nossa defesa é a de que o referido fragmento somente pode ser plenamente compreendido tendo em vista os estudos do pensador sobre o chamado “problema psicofísico” e, por sua vez, considerando as reflexões do filósofo sobre as relações entre mito, natureza e história.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.