Novas mudanças no financiamento ou velhos condicionantes políticos? Um estudo sobre as 4 deputadas estaduais eleitas no Paraná em 2018

Luiz Fernando Zelinski da Silva, Eduardo Soncini Miranda, Maria Cecília Eduardo

Resumo


Recentemente, um conjunto de alterações no desenho institucional eleitoral tratou sobre o financiamento de campanhas e incentivo à participação feminina. Sob as novas regras, o que se viu nas eleições de 2018 no estado do Paraná foi que das 54 cadeiras em disputa para a Assembleia Legislativa, quatro foram ocupadas por mulheres. Para melhor compreender o sucesso eleitoral dessas candidatas, neste material propomos uma combinação de análise que ocorreu em duas frentes: uma analisa a sucesso eleitoral por meio do financiamento eleitoral das candidaturas; a outra, analisa as estruturas de parentesco familiar dessas candidaturas como um elemento fundamental ao sucesso eleitoral. Os primeiros achados se mostram promissores, visto que as variáveis encontram respaldo na literatura como elementos fundamentais para o sucesso eleitoral. No entanto, consideramos a necessidade de promover uma discussão sobre como melhorar a combinação dessas análises, sobretudo no aspecto de métodos e técnicas para o alcance de resultados fidedignos. 


Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, M. Redes de campanha na eleição do Rio de Janeiro em 2016. COMPOLÍTICA V. 7, n. 2, p. 87–120, 18 nov. 2017. Disponível em: . Acesso em: 8 de janeiro de 2018.

BRASIL. TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. Resolução no 23.553. Dispõe sobre a arrecadação e os gastos de recursos por partidos políticos e candidatos e sobre a prestação de contas nas eleições. [S.l: s.n.]. Disponível em: . Acesso em: 19 de fevereiro de 2019.

BRASIL. TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL. Resolução no 23.575/2018. Altera a Resolução-TSE no 23.553, de 18 de dezembro de 2017, que dispõe sobre a arrecadação e os gastos de recursos por partidos políticos e candidatos e sobre a prestação de contas nas eleições. [S.l: s.n.]. Disponível em: . Acesso em: 20 de maio de 2019.

GEARA, L. E. et al. O financiamento eleitoral nas comissões permanentes da Câmara dos Deputados: uma análise do meta relacionamento entre empresas e parlamentares. E-legis p. 60–81, 2018.

GRANATO, N. C. Famílias Políticas Tradicionais nas eleições à prefeitura de Guarapuava em 2016. Revista NEP (Núcleo de Estudos Paranaenses), Curitiba, v.2, n.4, p. 51-56, setembro, 2016.

HOROCHOVSKI, R. R.; JUNKES, I. J.; et al. Estruturas de poder nas redes de financiamento político nas eleições de 2010 no Brasil. Opinião Pública, v. 22, n. 1, p. 28–55, abr. 2016.

HOROCHOVSKI, R. R. et al. Redes de partidos políticos tecidas por financiadores: um estudo das eleições de 2010 no Brasil. Teoria & Sociedade v. 23, n. 2, p. 49–78, 2015. Disponível em: .

HOROCHOVSKI, R. R.; JUNCKES, I. J.; et al. Um modelo para capturar a relação entre financiamento eleitoral e contratação de bens e serviços: o caso de Curitiba The Observatory of Social and Political Elites of Brazil v. 3, n. 3 , 2016. Disponível em: . Acesso em: 25 de julho de 2017.

JUNCKES, I. J.; HOROCHOVSKI, R. R.; CAMARGO, N. F. Redes de Financiadores, Partidos Políticos e Candidatos nas Eleições de 2014 no Brasil. 10o ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CIÊNCIA POLÍTICA, 2016.

JUNCKES, I. J. et al. Poder e Democracia: Uma análise da rede de financiamento eleitoral em 2014 no Brasil. Revista Brasileira de Ciências Sociais v. 34, n. 100 , 18 fev. 2019. Disponível em: . Acesso em: 18 de fevereiro de 2019.

MIRANDA, E. S.; ZELINSKI, L. F. Revista NEP (Núcleo de Estudos Paranaenses) v. 5, n. 1, p. 40–77, 28 jun. 2019. Disponível em: . Acesso em: 15 de julho de 2019.

OLIVEIRA, R. C. Na teia do nepotismo. Curitiba: Insight, 2012.

PEREIRA, F. M. Maria Victória (PP), herdeira das velhas oligarquias. Disponível em: https://www.brasildefato.com.br/2016/09/26/maria-victoria-pp-herdeira-dasvelhas-oligarquias/. Acesso em: março de 2019.

PRZEWORSKI, A. Democracy, Redistribution, and e Equality. Brazilian Political Science Review v. 6, n. 1, p. 11–36 , 2012. Disponível em: . Acesso em: 17 de maio de 2019.

STONE, L. Prosopografia. Revista de Sociologia e Política, v. 19, n. 39, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.5380/guaju.v5i2.70386

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Licença Creative Commons

Guaju, Revista Brasileira de Desenvolvimento terrritorial sustentável está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Indexadores e bases de dados:

       Imagem relacionada

     

Guaju – Revista Brasileira de Desenvolvimento Territorial Sustentável

Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Territorial Sustentável (PPGDTS/UFPR)

Matinhos – Paraná

revistaguaju@gmail.com   ISSN 2447-4096