DINÂMICA DE POPULAÇÕES DE ESPÉCIES ARBÓREAS EM FRAGMENTOS DE FLORESTA ALUVIAL NO SUL DE MINAS GERAIS, BRASIL

Matheus Henrique Nunes, Pedro Higuchi, Ana Carolina Silva, Eduardo van den Berg, Marcela de Castro Nunes Santos Terra

Resumo


O presente estudo objetivou avaliar a dinâmica de populações arbóreas em fragmentos florestais em São Sebastião da Bela Vista, MG. Para isso, todos os indivíduos arbóreos com diâmetro na altura do peito (DAP) maior do que 5 cm, presentes nas unidades amostrais, foram medidos (DAP e altura) e identificados no ano de 2005 e monitorados nos anos 2007 e 2009 (remedição e verificação de mortalidade), quando também foram medidos os indivíduos que alcançaram o diâmetro mínimo de inclusão por ocasião de um eventual recrutamento. Foram calculadas as taxas de dinâmica anual (mortalidade, recrutamento, rotatividade e mudanças líquidas) para todas as populações. Foi observada instabilidade da dinâmica, indicada pela redução constante da abundância e pelo maior número de espécies com balanço negativo de número de indivíduos (período 2005 a 2007 = 13 e 2007 a 2009 = 17) do que balanço positivo (2005 a 2007 = 9 e 2007 a 2009 = 14). As mudanças de riqueza foram insignificantes, com o ganho de duas espécies e o desaparecimento de uma. O estudo demonstrou que, apesar de não apresentar mudanças qualitativas (composição florística), a área demonstrou instabilidade estrutural, com mais populações com maior taxa de mortalidade que de recrutamento.


Palavras-chave


Populações arbóreas; florestas inundáveis; mudanças florístico-estruturais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v46i1.34782

Revista FLORESTA
ISSN Eletrônico 1982-4688
fone: 41 3360 4219
revista.floresta@gmail.com

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional (CC BY 4.0)