Open Journal Systems

ESTRUTURA E PADRÃO ESPACIAL DA VEGETAÇÃO EM UMA ÁREA DE CAATINGA

Gabriel Paes Marangon, Rinaldo Luiz Caraciollo Ferreira, José Antônio Aleixo da Silva, David Fagner de Souza e Lira, Emanuel Araújo Silva, Gabrielle Hambrecht Loureiro

Resumo


A vegetação do Nordeste revela carência relacionada ao manejo florestal da Caatinga. Objetivou-se estudar o padrão espacial de espécies e estrutura da vegetação em área de Caatinga, localizada no município de Floresta, PE. Em uma área de aproximadamente 10 ha, com histórico de perturbação, foram instaladas 20 parcelas de 20 x 20 m, de forma sistemática. Todas as árvores com CAP a 1,30 m do solo ≥ 6 cm foram identificadas e tiveram suas circunferências e alturas mensuradas. Foram encontradas 18 espécies arbóreas, distribuídas em 15 gêneros, dentro de 6 famílias botânicas, com índice de diversidade de Shannon (H') de 2,11 nats.ind-1, e área basal total estimada de 4,53 m2.ha-1. Destacaram-se as famílias Fabaceae, com 48,93% dos indivíduos, e Euphorbiaceae, com 41,28%. As espécies Poincianella bracteosa (Tul.) L. P. Queiroz, Croton rhamnifolius Kunth, Manihot cartaginenses subsp. glaziovii (Muell. Arg.) Allem. e Mimosa ophtalmocentra Mart. ex Benth somaram 55% do total do valor de importância. A maioria das espécies apresentou distribuição agregada, exceto algumas, como Myracrodruon urundeuva Fr. Allem. para o índice de McGuinnes (IGA), Commiphora leptophloeos (Mart.) J. B. Gillett para McGuinnes (IGA) e Payandeh (Pi) e Manihot cartaginenses subsp. glaziovii (Muell. Arg.) Allem. para Fracker e Brischle (Ki), que obtiveram tendência ao agrupamento.

Palavras-chave: Semiárido; Pernambuco; distribuição espacial.


Abstract

Structure and spatial pattern of vegetation in a caatinga area. Forest management deficiency in relation to Northeast vegetation, specifically caatinga, are remarkable. This research aims to analyze spatial patterns of species and vegetation structure in Caatinga area, located in the municipality of Floresta-PE. In an area of approximately 10 ha, and a history of disturbance, 20 plots (20 x 20 m) were installed in systematic way. All trees with CAP (at 1.30 m above the ground) ≥ 6 cm had been identified, and their circumferences and heights measured. 18 tree species were sampled, distributed in 15 genus, within 6 botanical families, with diversity index of Shannon (H ') of 2.11 nats / ind, and estimated total basal area of 4, 53 m2.ha-1. The highlighted families were Fabaceae, 48.93% of individuals, and Euphorbiaceae 41.28%. The species Poincianella bracteosa (Tul.) L.P.Queiroz, Croton rhamnifolius Kunth, Manihot cartaginenses Subsp. glaziovii (Muell. Arg.) Allem., and Mimosa ophtalmocentra Mart. ex Benth totalized 55% of the total value of importance. Most species revealed aggregated distribution, except some like Myracrodruon urundeuva Fr. Allem. for the McGuinness index (IGA), Commiphora leptophloeos (Mart.) J.B.Gillett for McGuinness (IGA) and Payandeh (Pi), and Manihot cartaginenses Subsp. glaziovii (Muell. Arg.) Allem. for Fracker and Brischle (Ki), which obtained grouping tendency.

Keywords: Semiarid; Pernambuco; spatial distribution.

 

Palavras-chave


Semiárido; Pernambuco; distribuição espacial.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v43i1.27807