CARACTERIZAÇÃO E PATOGENICIDADE DE ISOLADOS DE Fusarium spp. CAUSADORES DE PODRIDÃO-DE-RAÍZES DA ERVA-MATE

Igor Poletto, Manoeli Lupatini, Marlove Fátima Brião Muniz, Zaida Inês Antoniolli

Resumo


Uma das principais doenças da erva-mate (Ilex paraguariensis A. St.-Hil.), em viveiro e, principalmente, a campo, é a podridão-de-raízes, causada por Fusarium spp. O controle da doença é dependente da diagnose correta de seu agente etiológico e as características moleculares e morfológicas permitem diagnosticar o patógeno. Assim, o objetivo deste trabalho foi determinar as características morfológicas e moleculares de seis isolados de Fusarium spp. oriundos de plantios de erva-mate doentes. Para isso, colônias puras cultivadas em meio BDA e FCA foram analisadas quanto à sua forma e estrutura, em microscópio óptico de luz e em microscópio binocular estereoscópico. A extração de DNA de cada isolado foi realizada a partir de micélio produzido em meio líquido BD pelo método CTAB. As amostras de DNA genômico foram submetidas à reação em cadeia da polimerase (PCR) com os oligonucleotídeos iniciadores ITS1 e ITS4, e o produto gerado foi sequenciado. Entre os isolados de Fusarium analisados, encontraram-se duas espécies: F. solani e F. oxysporum, todas patogênicos e com baixa variabilidade genética dentro da espécie.


Palavras-chave


Biologia molecular; morfologia; Ilex paraguariensis; patologia florestal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v42i1.26305

Revista FLORESTA
ISSN Eletrônico 1982-4688
fone: 41 3360 4219
revista.floresta@gmail.com

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional (CC BY 4.0)