ALTERAÇÕES NA ESTRUTURA E NA DIVERSIDADE FLORÍSTICA NO PERÍODO 2002-2008 DE UMA FLORESTA OMBRÓFILA MISTA MONTANA DO CENTRO-SUL DO PARANÁ, BRASIL

Alex Roberto Sawczuk, Afonso Figueiredo Filho, Andrea Nogueira Dias, Luciano Farinha Watzlawick, Thiago Floriani Stepka

Resumo


As mudanças na estrutura sucessional e diversidade florística de um fragmento de Floresta Ombrófila Mista Montana, localizada na FLONA de Irati, Paraná, foram monitoradas ao longo de seis anos. Os dados foram coletados em 25 ha de parcelas permanentes, medidas em 2002, 2005 e 2008, em que todos os indivíduos arbóreos com DAP ≥10 cm foram medidos, numerados e identificados. Para o estudo da estrutura sucessional, os indivíduos foram classificados em 4 grupos ecofisiológicos: a) pioneiras; b) secundárias iniciais; c) secundárias tardias; e d) sem caracterização. Já a diversidade florística foi avaliada empregando-se os índices de Shannon (H’), Índice de Simpson (D’) e equabilidade de Pielou (J’). As análises demonstraram aumento de 89 para 90% no número de indivíduos pertencentes às espécies da categoria das secundárias, assim como o aumento de 4,46% no número de espécies e de 3,80% para gêneros, indicando que a floresta está cada vez mais diversificada (riqueza) e estruturada, sendo o estágio sucessional avançado o principal fator para o aparecimento de novas espécies e redução do número de indivíduos de espécies dominantes, conforme corroboram os valores dos índices de Shannon (H’ = 3,55 e 3,57), Simpson (D’ = 0,044 e 0,043) e equabilidade de Pielou (J’ = 75%) observados no período.


Palavras-chave


Floresta com araucária; sucessão florestal; índices de diversidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v42i1.26286

Revista FLORESTA
ISSN Eletrônico 1982-4688
fone: 41 3360 4219
revista.floresta@gmail.com

Conteúdos do periódico licenciados sob uma Licença Creative Commons 4.0 Internacional (CC BY 4.0)