FLORESTAS URBANAS: MÉTODO DE AVALIAÇÃO PARA GESTÃO DAS ÁREAS VERDES

Angelo de Sá Mazzarotto, Selma Cubas, Leila Teresinha Maranho

Resumo


O método proposto neste trabalho tem como objetivo avaliar, pela interação e ponderação, um grupo de indicadores que consideram aspectos quali-quantitativos das florestas urbanas, considerando a arborização em ruas, as praças e os bosques. Para esta proposta, foram levantados indicadores segundo critérios de representatividade na contribuição das florestas urbanas à sociedade quanto aos aspectos estéticos, qualidade do ar, controle de enchentes e temperatura. Estes foram atestados em sua confiabilidade e representatividade e agrupados em dois conjuntos: macro e microambientais. O primeiro é composto por aspectos capazes de avaliar características mais amplas, inerentes a um conjunto de indivíduos, e o segundo, por características do próprio indivíduo vegetal, como aspecto da raiz. Aos indicadores foram atribuídos pesos, diferenciando-os em suas representatividades dentro do método. Como resultado, obteve-se um método que utiliza o barômetro da sustentabilidade para a interseção de suas respostas em dois eixos (macro e microambientais), fornecendo um diagnóstico da sua condição de sustentabilidade. Como exemplo de aplicação, a proposta foi testada nas áreas do campus da Universidade Positivo e do Jardim Botânico, ambas localizadas na cidade de Curitiba, Paraná, e mostrou-se adequada para diagnosticar as condições de sustentabilidade.

Palavras chave: Arborização; indicadores ambientais; barômetro da sustentabilidade.

 

Abstract

Urban forests: evaluation method to management of green area.This method aims to evaluate a group of indices by interaction and balance; it considers qualitative as well as quantitative aspects of Urban Forests for evaluation of elements such as: forests, wooden streets and wooden squares. In order to develop such proposal, several indices had been selected from specialized literature, mainly the ones that reveal the contribution of Urban Forests to society in relation to aesthetic aspects, quality of air, as well as flood and temperature control. Such indices had been certified in relation to their trustworthiness and relevance and they had been grouped in two sets: macro and micro ambient. The first group was composed to evaluate wider characteristics that are inherent to a set of individuals; the second one was proposed to evaluate characteristics of the vegetal individual itself, such as aspects of the root. Different weight had been attributed to the indices, in order to differentiate them by their relevance up to the method. As result it produced a method that uses a sustainability barometer for intersection of two axes, macro and micro ambient, in order to diagnose sustainability condition. It had been tested in two different areas, campus of Positivo University and Botanical Garden, both located in Curitiba, Paraná, and it proves as able to the sustainability condition.

Keywords: Arborization; environment pointers; sustainability barometer.


Palavras-chave


Arborização; indicadores ambientais; barômetro da sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v41i3.24043

Revista FLORESTA
ISSN Eletrônico 1982-4688
fone: 41 3360 4219
revista.floresta@gmail.com