Impactos das rendas petrolíferas no crescimento econômico dos municípios do Espírito Santo

Sávio Bertochi Caçador, Edson Zambon Monte

Resumo


Em 1997, o Brasil aprovou a Lei nº 9.478, estabelecendo novos critérios de cálculo e de distribuição de royalties para os municípios produtores ou afetados pela atividade petrolífera. Com o revigoramento dessa atividade no Espírito Santo no final dos anos 1990 e início dos anos 2000, torna-se importante estudar os impactos causados pelas participações governamentais nas cidades desse estado. Portanto, estimou-se um modelo empírico para avaliar os impactos locais dos royalties no crescimento do PIB per capita dos municípios capixabas considerados produtores de petróleo. Os resultados da estimativa permitiram confirmar a chamada “maldição dos recursos naturais”, mostrando que os PIBs dessas cidades não foram afetados pelos royalties.

Palavras-chave


rendas do petróleo, crescimento econômico, Espírito Santo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v39i1.29039

Direitos autorais

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | EZB | Genamics | Google Scholar | Journal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science