Proximidade geográfica e interação universidade-empresa no Rio Grande do Sul

Achyles Barcelos da Costa, Janaina Ruffoni, Daniel Puffal

Resumo


O objetivo deste trabalho é avaliar o papel que a proximidade espacial desempenha nas atividades inovativas de firmas no âmbito da interação entre universidades e empresas localizadas no estado do Rio Grande do Sul (RS). Foi feita investigação com dados secundários - Censo de 2004 do Diretório dos Grupos de Pesquisa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e com dados primários de uma pesquisa survey em 2009 com empresas que os grupos de pesquisa informaram estabelecer interação. Resultados da investigação indicam que a proximidade geográfica importa e que a maior concentração (43,5%) das interações observadas ocorre em um espaço territorial relativamente pequeno (até 50 km de distância), e que 2/3 do total de interações dá-se com instituições sediadas no RS. Contudo, constatou-se que 21 empresas se relacionaram com universidades/instituições de fora do Estado, o que denota a existência de outras proximidades, além da geográfica, que também são importantes para as suas atividades inovativas.

Palavras-chave


Interação universidade-empresa; Proximidade geográfica; Rio Grande do Sul/Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/re.v37i4.27659

Direitos autorais

-----------------------------------------------------------

Revista de Economia
ISSN 0556-5782 | e-ISSN 2316-9397

Indexadores (Bases, diretórios e portais)
ARDI | Cite Factor | Diadorim | Dimensions | EZB | Genamics | Google Scholar | Journal 4-free | Latindex | LivRe | Open Air | Periódicos CAPES | ROAD | Socol@r | Sumários | World Wide Science