ATENÇÃO EM SAÚDE MENTAL: A PRÁTICA DO ENFERMEIRO E DO MÉDICO DO PROGRAMA SAÚDE DA FAMÍLIA DE CAUCAIA-CE

Adail Afrânio Marcelino do Nascimento, Violante Augusta Batista Braga

Resumo


Este estudo tem por objetivo analisar a prática do enfermeiro e do médico do Programa Saúde da Família (PSF) quanto à atenção em saúde mental, na perspectiva da Reforma Psiquiátrica. Estudo descritivo, de natureza qualitativa, realizado com sete enfermeiros e cinco médicos no Município de Caucaia-CE. Os dados foram coletados mediante entrevista semiestruturada e observação livre, no período de maio a agosto de 2003. Depois de agrupados em categorias e sub-categorias, os resultados mostram que os enfermeiros e médicos do PSF desenvolvem suas ações dentro da lógica da programação em saúde, cumprindo o protocolo previsto. Observamos que sentem muita dificuldade de lidar adequadamente com as demandas de saúde mental da comunidade assistida, condição que se manifesta através de algumas respostas do grupo, tais como: o modo confuso como definem o que seja saúde mental; reconhecimento de inabilidade no manejo das demandas da comunidade; desconhecimento e pouca utilização dos recursos da comunidade para atuarem em ações preventivas; utilização restrita de uma escuta sensível e do relacionamento interpessoal. Por fim, foi possível apreendermos que as ações de saúde mental desenvolvidas pelo grupo pesquisado são orientadas pela prática da psiquiatria tradicional, onde a medicalização e o encaminhamento são os instrumentos de escolha. Esta condição não vai ao encontro o que prevê a Reforma Psiquiátrica quando inclui as ações de saúde mental entre aquelas desenvolvidas na atenção primária, criando uma rede de assistência que tem por objetivo atender as demandas da comunidade.

Mental health: doctor and nursing practice in the family health program

Abstract

This study objectifies to analyze nursing and doctor practice in the Family Health Program (abbreviated PSF in Portuguese) regarding mental health under the perspective of the Psychiatric Reform. It is as descriptive study, qualitave in nature, accomplished with seven nurses and five doctors of Caucaia municipality in Ceara State/Brazil. Data were collected through a semistructured interview and free observation from May to July/ 2003. After being grouped in categories and sub-categories, the results show that nurses and doctors of PSF carry out their actions according in logic of the programming in heath, accomplishing the foreseen protocol. We observed that they feel a lot of difficulty for working appropriately with the demands of the attended communitys mental health, condition that become evident through some answers of the group, such as: the confused way that they define what is mental health; the use of the guiding as one of the main action strategies; inability recognition in the management of the communitys demands; ignorance and low use of the management of the communitys resources to act in preventive actions; restricted use of a sensitive listening and of the interpersonal relationship. Finally, it was possible to understand that the actions of mental health developed by the researched group are guided by the practice of the traditional psychiatry, in which the medicating and the guiding are the choice instruments. This condition not goes against that what the Psychiatric Reform foresees when it includes the actions of mental health among those developed in the primary attencion, creating a net pf attendance that has for objective to assist the communitys demands.


Palavras-chave


Saúde mental; Saúde da Família; Reforma Psiquiátrica; Mental Health; Family Health; Psychiatric Reform.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/ce.v9i1.1709 ';



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

Em caso de dificuldades ou dúvidas técnicas, faça contato com cogitare@ufpr.br

Cogitare Enfermagem. ISSN Eletrônico: 2176-9133