A Guerra de Canudos na Revista Illustrada: a República como discurso

Yuria Santamaria Pismel

Resumo


A partir das edições da Revista Illustrada, criada por Angelo Agostini em 1876, pretende-se analisar as passagens de 1897, em que é mencionada a Guerra de Canudos. A proposta é identificar os elementos do discurso dos editores da revista sobre o conflito, em seu último ano, 1897. O destaque do Rio de Janeiro como centro político, militar e cultural do período justifica a escolha da Revista Illustrada, que se coloca contra o movimento popular de Canudos. Pretende-se analisar tal posicionamento, considerando o contexto social, cultural e político da revista. O recorte temporal escolhido deve-se à complexidade dos acontecimentos, em que saíram vitoriosas as forças militares oficiais, quando em outubro de 1897, o arraial foi arrasado e incendiado. Buscar-se-á compreender a análise da revista em relação à Guerra de Canudos, como difusora do discurso oficial.

Palavras-chave


Guerra de Canudos; Revista Illustrada; Angelo Agostini; Primeira República.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/clio.v7i2.45128

Apontamentos

  • Não há apontamentos.