A FEITICEIRA DE MICHELET E O IDEAL ROMÂNTICO DE HEROÍSMO

Marcelo Mangini Dias

Resumo


A proposta para o presente artigo é, a partir de uma leitura da obra A Feiticeira, de Jules Michelet, verificar em que medida sua personagem-tema pode ser considerada uma espécie de paradigma do que chamaremos aqui de "herói micheletiano". Jules Michelet, um dos mais importantes representantes da historiografia francesa oitocentista tem sua narrativa marcada pela presença de heróis trágicos que se nos apresentam como modelos românticos de heroísmo. Não obstante, nossa hipótese é a de que o modelo, para Michelet, serve a um propósito maior, o de colocar como protagonista aquele que será, ao longo de toda a sua vasta obra, seu grande tema: o povo.

Palavras-chave


Historiografia francesa; Michelet; Revolução Francesa; Pensamento Político.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5380/clio.v1i1.40286

Apontamentos

  • Não há apontamentos.